CoisadeVaidadeBestadeMãe: Como não deixei JujuBB (tentar) ser modelo

Quando ela tinha 1 ano e meio, a Júlia e eu fomos abordadas em um shopping aqui de Campinas por um “olheiro” de uma agência de modelos. Ofereceu um cartão, pediu que entrássemos em contato com sua agência, pois a Júlia era uma criança linda e poderia ser modelo. Estratégia da qual  já ouvimos falar, e que em alguns casos acredito possa vir de boa fonte. Por curiosidade e vaidade de mãe, sim, eu fui lá ver que bicho dava. Lugar estranho, com gente muuuuito esquisita.
A proposta: pagar R$1.500,00, se necessário divididos em várias parcelas no cartão (isso há dois anos atrás) pra fazer um “Book”, produção das fotos e taxas de agenciamento. Juju tinha “grande potencial” como modelo mirim (!), e “ontem mesmo”, eles tinham fechado uma campanha de lançamento imobiliário que minha filha teria tido muitas chances de figurar como a criança da família. Hummmmm…
Sempre tive vontade de compartilhar a experiência como advertência a novos navegantes.

Minha resposta foi:
– Ok, gente boa! Muito obrigada pela proposta, mas não tenho interesse!

Não vou discutir as questões referentes à exposição da imagem da criança, porque infelizmente nesse fator eu sei que extrapolo muito, sabemos toooodos disso (eu e as maioria das mamães conectadas da minha geração, né?). Eu com meus projetos de mãe, esse blog aqui e posts no Facebook sobre ela já fiz muita coisa que ela poderá me cobrar pesado mais adiante.
O que me preocupa são os estragos sobre a personalidade ou os imensos danos à infância da criança que é lançada no ambiente e esquema profissional de “modelar”, em que fase seja. Não tenho autoridade para falar sobre isso com a devida propriedade, não sou psicóloga, psicopedagoga ou socióloga. Vim para dar uma visão de quem hoje é mãe, e já esteve do outro lado da questão: de quem precisa e escolhe o modelo.

Agência de modelos séria tem interesse em oferecer um portfólio de qualidade /diversidade/ adequação ao mercado para que o cliente que a contrata possa encontrar em seu casting um perfil que atenda sua necessidade de comunicação. Ponto. O interesse da tal agência deve ser não em ganhar dinheiro vindo do agenciado, mas do cliente que a contrata para preencher sua necessidade.
Atuei na área publicitária, do lado de quem recebe e escolhe na agência um balde de fotos/composites de modelos para os perfis pedidos para a campanha/catálogo/seja-lá-o-que-for. Passei tardes inteiras em locação com modelo e equipe de fotografia e filmagem para executar a campanha idealizada. É exaustivo. Criança cansa, se irrita, pode simplesmente naquele dia não estar a fim de posar sorridente com mãe/ pai/ Papai Noel de mentira para a campanha de Natal do Shopping. Algumas seleções podem definir 2 crianças, para número 2 tomar o lugar da número 1 caso ela adoeça/surte/não queira posar como pedido. A “modelo” não pode se machucar, ralar joelho, deixar pernilongo picar o rosto, isso iria “danificar o material de trabalho”. A avaliação presencial pode ocorrer em mais de uma etapa, onde sinceramente para quem lida do lado de cá, o modelo não passa de um cabide. Mesmo. E cabides como Gisele numa população de quase 200 milhões de habitantes é meio que uma loteria bem difícil de se acertar não acham? E se a louca questão em jogo for a grana, esquece, os cachês são muuuuuito pequenos, a não ser que se tire uma “sorte muito grande” para uma big campanha a nível nacional. Mas quantas bigs campanhas a mesma criança pode fazer? Quantas revistas que apresentam crianças na capa circulam no Brasil? Fora que criança muda muito rapidamente, e o doce bebê rosado e bochechudo, ou a charmosa e cativante menininha de olhos azuis hoje podem não estar mais tão lindos assim em pouquíssimos meses adiante. Hoje minha Juju mesmo rumou pra esse quesito de já não ser mais tãoooooo lindinha  e cutecute como quando era bebê, sei disso.

E qual o valor, o ganho de buscar esse caminho? Acho que para a criança, definitivamente, não há ganhos. Vai deixar seu tempo precioso de ser criança, de brincar ou estudar para embarcar em idas e vindas sem fim a agências, estúdios, locações malucas a troco de quê? Lidar com frustrações absurdas e antecipar a realidade triste da competitividade burra do nosso tempo por ser melhor, a mais bonita, a mais charmosa, a qualquer custo a que preço?  Então, chamem os psicólogos, ou melhor, talvez nosso melhor senso de mãe já bastaria.

Mas sim, mesmo consciente disso tudo aí em cima, confesso que fiquei tentada na época. Já tinha escutado de muita gente ao meu redor que minha filha poderia “ser modelo” e, SIM, lá no fundo em minha vaidade de mãe, a ideia que sempre recusei me atiçou – Nossa!!! Já pensou minha filha na capa da Crescer?! (óia o nível da pretensão) . Liguei na Ford Models em São Paulo para perguntar sobre como seria um esquema sério de agenciamento de modelo infantil. Eles não trabalhavam com criança, mas a pessoa me indicou quem faz isso com profissionalismo em São Paulo, e vieram indicações. Fiz contato telefônico com duas, mandei um composite (uma junção de 5 fotos em situações e poses variadas, mais alguns dados como altura, peso, idade) que eu mesma fiz da Júlia para eles avaliarem, e olha a diferença do nível da proposta. Os valores cobrados são referentes a custos reais do processo e todo o resto inspira outro nível de confiança.
Seguem abaixo os e-mails quase na íntegra para mostrar também para quem pensa – Ah! Pelo menos terei umas boas fotos do meu filho – que essas fotos têm outra função, e quando se deseja um lindo registro de seu pequeno, o melhor a fazer é procurar um fotógrafo e comprar um ensaio e um álbum (aqui em Campinas tem fotógrafas ótimas!), que vai sair com certeza, na maioria das vezes, a um valor inferior ao pedido pela “agência” e recheado de fotos muito melhores.

Minha mensagem enviada na época:
Olá X,
Nos falamos a pouco e como lhe expliquei, semana passada fui abordada por um scouter da Agência X de Campinas para que minha filha passasse a fazer parte de seu casting. Sou publicitária e conheço o meio, por isso, estou buscando entender como esse segmento funciona, para ver se realmente temos condições, se vale a pena e se estou disposta a entrar nele. Outro ponto importante seria trabalhar com pessoas e propostas sérias, por isso estou entrando em contato com vcs.
Seguem 5 cliques feitos por mim nesse mês da minha pequena para sua avaliação.

Muito obrigada pela atenção.

Juliana Cassab

Resposta da agência 1
Juliana. Boa tarde. Recebemos as fotos da Julia .
Ela tem um perfil que se enquadra ao nosso casting, portanto nos interessa.
Para maiores esclarecimentos e agendarmos um horário, aguardamos novo contato telefônico.
O custo é de R$ 450,00 são tiradas 70 fotos com quatro trocas de roupas .
OBS: Favor imprimir esta resposta e levá-la até a Agência no dia das fotos.
Obrigada, XXXX.

Resposta da agência 2
Oi Juliana, tudo bem?
SUA FILHA É LINDAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!! (aqui a mãe babona curtiu, e a vaidade foi alto lá, compativelmente com a quantidade de As, claro, sim, como não?)
A sua linda bebê está aprovada para fazer parte do nosso casting!
Bom, como ela passou no teste de fotogenia e tem o perfil da nossa agência agora temos que ir para a segunda etapa do processo, temos que fazer o contrato e o book dela.
Se você tem interesse em agenciá-la (significa fazer o contrato), a nossa taxa de agenciamento tem um valor de R$ 350,00 c/exclusividade de agencias em SP ou R$ 400,00 s/ exclusividade, pode ser paga á vista ou no cartão de crédito.
O nosso material fotográfico (book) será descontado de cachê, vocês irá ganhar o cd com fotos da sessão fotográfica dela.
Nosso próximo agenciamento será sábado dia XX/XX/12 das XX:00 as XX:00, favor preencher a nossa ficha de cadastro, que está em anexo. Traga no dia do agenciamento, esta conversa por email e o cadastro preenchido. Por favor confirmar sua presença, por email mesmo (…)

Segue aqui algumas dicas para o ensaio fotográfico:
*Meninos: 3 trocas de roupa, não pode ser cor branca, não passar gel no cabelo.
*Meninas: sem maquiagem, cabelos solto, trazer presilhas, e 3 trocas de roupa não pode ser cor branca, cabelos enrolados, lavados e secar naturalmente, sem um monte de creme de pentear.
Obs: As roupas são básicas nada de roupas decotadas, vestidos de festas, roupa de fantasia, biquínis, sungas, blusas e vestidos tomara que caia, bonés, boinas, tiaras grandes, tudo não.

As melhores roupas são: vestidos de alça larga, blusas estilo hering, camisas, camisetas polos, jeans, baby look, presilhas simples, estes pode.
Cabelos: black é ótimo para meninas também, cabelo tigela favor repicar as pontas dos cabelos, não deixar reto, sem chapinha, cabelos soltos e livres de tudo.

Qualquer dúvida estou à disposição
Obrigada, XXXX.

Confesso que minha vaidade de mãe/super/master/blaster/coruja subiu a níveis estratosféricos, claro, principalmente com o segundo e-mail, que vou guardar pra mostrar à Juju qundo ela crescer, rsrsrs. Mas o que leva a gente a embarcar numa dessas, na real, gente? Não acredito que tenha essa de que “ah, mas ela/ele gosta tanto…”. Tudo não passa de V-A-I-D-A-D-E, não é?! Nossa vaidade. A mesma vaidade que nos move a postar a foto da última traquinagem na rede social. E existe mãe que não é dona da certeza que seu rebento é simplesmente o mais tudo no mundo? E como não seria o mais lindo? Isso é uma programação biológica de preservação de espécie, né não, turma das Biológicas???

Mas não, eu não prossegui. Como falei, eu sei como as coisas funcionam e não quis jogar Juju nessa fogueira. As minhas contas pessoais sobre a exposição que EU faço dela acerto com ela depois :), e isso é assunto para um outro longo post de auto-condenação materna.

Espero que esse post aqui ajude a clarear alguns pontos para quem pensa em iniciar navegação cega por esses mares e a não deixar tanta mãe cair na furada do “conto do Book” por aí. Furada graaaande gente, esquece!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s